Portal Literário

A entrada para uma nova literatura!!!!

Textos

Inferno na Terra!!!

Guerreiros do Apocalipse.

                         A devastação continua a tomar conta da Terra. O mal inominável está prestes a reinar sobre o mundo dos homens e somente os caçadores não serão capazes de deter esta catástrofe. Andreas Richter, o vampiro Kabai, com seus poderes obtidos do sangue de Cérberus, o cão do inferno, e o Ghoul Noelle, não são páreo para o que se avizinha e não tem mais a quem recorrer neste momento terrível.
                         A língua de fogo sobe do interior da terra e eles percebem que se trata da besta clamando o mundo. Lúcifer reinará e eles não foram capazes de deter seus malditos asseclas. Tudo perdido. Na aurora do próximo dia talvez não exista mais humanidade caminhando sobre a terra. Talvez somente os demônios de Lúcifer e sabe-se lá quais serão seus objetivos após o domínio. Quem sabe o Céu, de onde foi expurgado no passado?
                         Mesmo com tudo contra eles, eles lutam bravamente com as hordas que Lúcifer envia antes de sua chegada. Numa luta feroz e com a ajuda de homens e mulheres que se aliaram a eles no intuito de sobreviver, o campo de batalha se transforma num mar de sangue. Vermelho e negro. O vermelho das pessoas que não querem permitir a dominação e o negro dos demônios que vão caindo ante a força da fé dos homens.
                         - O que fazer Gaijin? Eles não param de sair das profundezas. Os homens já estão se tornando fracos inclusive em sua fé.
                         - Não esmoreça Kabai. Deus nunca deixou de ajudar nenhum de seus campeões.
                         - O ultimo campeão de Deus foi Furio, Richter. Estamos sozinhos.
                         - Não. Nunca estaremos Noelle. Acredite. Furio me disse uma vez que por mais que a luta contra o demônio estivesse árdua ela só não estaria pior porque Deus estaria ajudando os homens e os crentes N´Ele. E eu creio nele.
                         A espada de Richter decepa a cabeça de mais um Demonite. Noelle continua a destroçar Incubbus e Sucubbus e mesmo Kabai, em sua forma demoníaca, transforma força e vontade em estrago. Esta é a pior de todas as batalhas, provavelmente a que anuncia a chegada do maligno. A horda para de sair da cratera e ao observar em volta nenhum homem está de pé. Suas forças foram testadas ao limite pelo demônio e sua resistência cedeu. Somente os três caçadores milenares estão de pé no campo de batalha.
                         - Não há mais homens ao nosso lado, Gaijin. Nós somos a última resistência. Onde está seu Deus?
                         - Se este for um teste de fé, Kabai, eu o aceitarei com prazer.
                         - Não fale como se fosse Furio Archetti, caçador.
                         - Não me atrevo a querer igualar-me a ele, Noelle, mas procuro fazer o que ele me ensinou. Se Deus quer que seja assim, aceitarei de bom grado o meu fim, mas não sem que eu leve comigo os guerreiros do inferno. Se eu serei destruído então que o próprio Lúcifer tenha coragem de vir me buscar.
                         Um rugido se faz ouvir no campo de batalha e uma criatura abandona a cratera do inferno. Abadon, o próprio destruidor.
                         - Meu mestre não conteve a gargalhada ao ouvir sua lamúria, caçador. Querer que ele viesse te destruir pessoalmente? Você é um inseto, nada mais que isso. E como tal eu o esmagarei.
                         - Não pense que tenho medo de você maldito.
                         - Não tem? Mas terá, pois um inseto como você nunca poderá fazer frente a uma força demoníaca como eu.
                         - Uma vez a espada de Furio Archetti penetrou sua carne. E hoje demônio, ela penetrará mais uma vez.
                         Dizendo isto Richter desembainha uma espada reluzente de sua cintura. É a espada de Furio Archetti, enviada a ele pelo próprio Deus. Abadon sente a ferida em seu braço formigar. A ferida aberta pela espada de Furio feita há muito tempo, mas ainda assim ele mantém seu desdém.
                         - Você não é Furio Archetti inseto. Eu o esmagarei e destruirei esta espada eliminando sua memória e a dele desta maldita terra.
                         - Isto é o que veremos demônio.
                         Richter corre na direção de Abadon ante o espanto de Kabai e Noelle. Enquanto corre, Richter faz uma prece. Uma prece que ele não sabe, mas mudará o destino desta batalha.
                         - Senhor meu Deus, que eu possa encontrar um destino digno nesta luta sob Tua honra e Teu nome. Dê-me força para suportar as agruras que poderão vir, pois a coragem que me destes não será suficiente. Eu creio em Ti e irei continuar a crer mesmo que minha carne seja dilacerada pela besta.
                         A poucos passos de Abadon, Richter levanta a espada de modo a combater a fera que também se posiciona para lhe rasgar com suas garras. E é aí que acontece o milagre de Deus. Deus realmente não abandona seus campeões e mais uma vez ele o faz. Uma bola de luz atinge o solo entre o caçador e o demônio. A luz brilhante faz com que o demônio se afaste cobrindo os olhos, mas Richter consegue ver o que há dentro do globo de luz: um anjo do Senhor.
                         - Você tinha razão caçador. Deus nunca abandona seus campeões e assim como Furio Archetti, você também é um deles. Eu sou Akyrel, meio homem, meio anjo, filho de Rhael, a Força Celeste. E Deus me mandou em seu auxílio. Vamos destruir o mal em nome D’Ele.
                         Akyrel termina suas palavras e parte na direção de Abadon. O Destruidor clama por sua horda e Richter, munido de nova força em sua fé, parte para o combate com eles. Kabai e Noelle são envolvidos por uma aura e ouvem uma voz em sua mente: “Vocês também são campeões de Deus. Ele sabe de suas agruras, sempre soube. Não temam. Ele estará com vocês. Vão e cumpram sua missão.” Como um verdadeiro empurrão, as palavras impulsionam e dão aos dois caçadores o impulso que eles precisavam para entrar na batalha. Deus sempre esteve ao lado deles, eles só nunca souberam ouvir a sua voz.
                         A horda de Abadon soergue do buraco do inferno engolfando os guerreiros. Quem poderia imaginar que os campeões de Deus que teriam como missão impedir o apocalipse seriam um meio anjo, um vampiro demoníaco, um Ghoull e um caçador humano imortal? É como dizem, Deus escreve certo por linhas tortas, ou quem sabe nós é que enxerguemos desvios em suas linhas?
                         Seja por linhas certas, seja por linhas tortas, o combate está em curso entre as forças de Deus e as forças de Lúcifer e, por incrível que possa parecer, mesmo em desvantagem, os guerreiros de Deus estão levando larga vantagem sobre os demônios. Akyrel demonstra toda a ferocidade de seu lado humano e seu poder do lado angelical, Kabai, com suas garras projetadas e olhos negros, fruto do sangue de Cérberus, dilacera todo corpo de demônio que passa em sua frente numa velocidade só acompanhada por olhos como os de Noelle, que também não fica para trás nesta luta, fazendo uso de toda força que acumulou ao longo dos anos em sua ingestão constante dos bandidos mais temíveis ao longo das eras e Richter, o caçador francês, discípulo da lenda Furio Archetti, exímio espadachim e hábil guerreiro, que faz jus a sua fama milenar: todo mal que cruza seu caminho perece sob sua fé.
                         Se Lúcifer imaginou que sua vinda a terra seria fácil ele se enganou redondamente. Com a horda de Abadon dizimada, os três caçadores se juntam a Akyrel no confronto ao próprio Destruidor. O demônio mesmo bastante ferido pelo anjo Akyrel não esmorece e enfrenta seus novos oponentes com o mesmo vigor. A espada de Richter vara seu flanco direito ao mesmo tempo em que as garras de Kabai o atingem no flanco esquerdo arrancando um urro de dor. Noelle se aproveita da sequência e se lança as pernas de Abadon. Ele até desdenharia se ela fosse um Ghoull normal, mas em suas andanças ela consumiu sangue e carne de demônios ao longo dos tempos e isso a fortaleceu o suficiente para ela ser capaz de quebrar, aliás, quebrar não, destruir todos os ossos de suas pernas o derrubando e deixando a mercê da espada chamejante de Akyrel. O anjo não se faz de rogado e, antes de desferir o golpe final, observa o terror nos olhos de Abadon que sabe que um humano teria que exorcizá-lo, mas um anjo pode ceifar sua vida pela força de sua espada consagrada. A espada de Akyrel descreve o arco no ar e separa corpo e cabeça do demônio com a facilidade de um respiro humano.
                         - Um dos príncipes do inferno já foi, resta saber qual será o próximo a ser enviado pelo cão.
                         - Não anseies pelo combate tão rápido, vampiro.
                         - Eu não tenho nada a perder anjo. Minha alma já se foi, mas eu posso lutar para que mais nenhum ser humano perca a sua para o maldito das profundezas do inferno.
                         - É por isto que Deus o escolheu vampiro. Você tem um bom coração, apesar de tudo.
                         - Anjo, quem você acha que Lúcifer mandará agora?
                         - Não sei, mas acho que não teremos que esperar muito, vejam.
                         Akyrel aponta para o buraco e todos observam que um par de garras se prende a borda. Ao puxar o corpo para cima, Akyrel reconhece o ser embaixo da lama que recobre seu corpo. O caçador Richter não esconde o espanto em seu rosto por se tratar dele, o próprio maligno, Lúcifer.
                         - Porque o espanto Andreas Richter, você não disse que caso seu destino fosse ser destruído que eu viesse pessoalmente busca-lo? Pois bem, vim realizar o seu pedido.



Inferno na Terra!!! Parte 2 - Apocalipse.


Saiba como tudo começou:
Cérberus, o cão do inferno!!!
Insidias DIaboli
A devoradora de gente
O Caçador


Léo Rodrigues
Enviado por Léo Rodrigues em 24/03/2013
Alterado em 08/05/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Crônicas Adolescentes - Patinadoras Léo Rodrigues R$3,80 Crônicas Adolescentes - Patinadoras Léo Rodrigues R$40,59 Perseguição Implacável!!! - A volta de Anders... Léo Rodrigues R$3,09 Perseguição Implacável!!! - A volta de Anders... Léo Rodrigues USD7,34
Um homem chamado Anderson Ramos Léo Rodrigues R$3,82 Um homem chamado Anderson Ramos Léo Rodrigues USD15,99 Valarys Léo Rodrigues R$3,22 Valarys Léo Rodrigues USD17,60