Portal Literário

A entrada para uma nova literatura!!!!

Textos

Quem sabe um dia?
          Um dia. Uma noite. Beira da praia. Um amor . Combinação perfeita para dizer tudo que o coração sente ao pulsar dentro de um peito, e não poder extravasar.  Se dói? Dói, mas, o coração é forte e a razão nos faz pensar: existe sentimento? Não sei. O que dizer realmente? Como dizer? Como vencer a razão, e a timidez, e transformar sentimentos em palavras? O luar na beira da praia continua lindo. Ela continua linda. Mas é inalcançável. Mas, por quê? Será que é pecado exprimir a verdade dos sentimentos? Sim, é. Desejar uma mulher que não é nem pode ser sua, é. Desejar a mulher mais bela da face da terra não deveria ser um martírio para minha alma. Desejar a mulher que um homem não consegue fazer feliz. Mas ela o ama. Por mim, creio, e entristeço quando lembro, só amizade. Oh, vida cruel! Sina cruel! Eu poderia fazê-la muito feliz, mas seu coração tem outro dono. E pensar que um dia eu tive a chance de tentar fazê-la feliz e deixei passar. Agora não adianta mais chorar. Posso apenas, lamentar, e quem sabe, rezar. Talvez, um dia, eu tenha uma segunda chance. Quem sabe um dia?
Léo Rodrigues
Enviado por Léo Rodrigues em 07/02/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.leorodrigues.recantodasletras.com.br" e entre em contato comigo pelo e-mail contido no mesmo site.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras